Projeto Ken Follett – Mundo Sem Fim, Segunda Parte

Spoiler

Olha a Palitinha aparecendo aqui novamente. Caso você ainda não saiba, estou realizando um projeto de leitura dos livros do Ken Follett e escolhi escrever em forma de diário de leitura. Essa semana eu vou falar da segunda parte do primeiro livro. Vou deixar os links de cada postagem que eu já fiz a respeito do livro, dê uma olhadinha:

Vamos que vamos falar da segunda parte.

Sabe quandoa  gente começa a ler uma história e fica pensando na sequencia? Pois bem, quando eu terminei a primeira parte eu fiquei pensando “como será que esses personagens ficaram com 10 anos a mais? Será que eles de fato serão quem eles queriam ser quando crianças?”. Apenas o Half é quem ele queria ser: um cavaleiro, mas daqueles bem burros. Cara que menino grotesco. Em contra partida seu irmão Merthin se tornou um aprendiz de artesão (diga-se de passagem, é melhor que seu mestre, um cara escroto também). Já Gwenda é uma menina ainda pobre de 18 anos e que só vê Caris 2 ou 3 vezes por ano e ambas se tornaram grandes amigas. Caris não se tornou médica, mas é braço direito de seu pai. E Philemon está tentando virar um monge.

Essas são as cinco crianças que tiveram suas histórias contadas no inicio e aqui o foco é a Caris e o Merthin que se amam, logo no inicio sabemos que as mãos do rapaz já apalpou a moça, mas nunca chegaram aos finalmentes.

Half é um idiota que quer ser um cavaleiro (esqueci de dizer que ele não é) principalmente porque seu pai, quando o vê, só pensa nisso. Ele se acha tão superior que pega no peito de uma menina na frente do noivo dela e ainda quer te razão.

Philemon é um mão leve e linguarudo no priorado, braço direito do Godwyn (primo de Caris e um cara também desperzivel, mas nem tanto). Ele fica olhando pelos cantos e sabe de tudo que acontece com todos os padres.

Agora foi a Gwenda que me deu mais dó. O pai dela a trocou por uma vaca, vendeu-a para um ladrão que depois queria prostitui-la. Pois é, ela conseguiu fugir, mas passou por poucas e boas.

Digamos que a vida deles vai se juntar na ponte da cidade: momento em que Caris descobre que o Merthin engravidou uma moça, Half está tentando abrir passagem pela multidão que está vendo o apedrejamento de uma louca e Gwenda fugindo do homem, mas a ponte desaba e muitas pessoas morrem e é nesse ponto que percebemos que muita coisa vai mudar.

A começar que o Prior Anthony, tio da Caris acaba morrendo. Caris pode ajudar com os feridos. Gwenda, para se salvar comete mais um ato de desespero e escuta da boca do homem que ela ama (comicamente é o mesmo rapaz que o Half bateu quando pegou nos seios da noiva) que ele perdeu todos da sua família, mas ainda tem a sua noiva Annet e Merthin afirma novamente para Caris que vai se casar com a Griselda.

Gente, eu estou tentando não dar spoiler, cara, vocês não tem noção como é difícil, porque eu nem me importo com isso, mas eu quero que você leia. Eu já imaginava que eu e iria gostar da escrita do Ken Follett (não me pergunte porque, mas eu sei quando eu vou gostar de um autor) e esse livro me pegou de um jeito que eu simplesmente não quero largar a leitura. Sim, é o meu primeiro romance histórico e eu não poderia ter começado melhor.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: