Projeto Ken Follett – Mundo Sem Fim, Sexta Parte

Eu ia tentar segurar mais um pouco para falar do final de Mundo Sem Fim, mas a questão é que eu não estou me segurando!

Já sabe, né!? Os livros do Ken Follett eu faço um diário de leitura, até tento não dar muitos spoilers, mas é bem difícil, principalmente quando vou comentar da última parte. Se quiser saber um pouco mais, só clicar nos links que vou deixar aqui embaixo.

Spoiler

Gente, pode ser que o Mundo Sem Fim, como alguns colegas meus comentaram, não seja tão bom como Os Pilares da Terra, mas eu digo, eu amei ter dado a oportunidade para esses livros e ter lido eles até o fim.

A começar que todos os personagens são marcantes, até mesmo aqueles insuportáveis como o Godwyn ou o Philemon me deixaram com saudades quando eu finalizei a leitura. Por falar em ambos os personagens, o Godwyn teve um final que eu achei mais que merecido e ao mesmo tempo achei muito cômico a forma que ele morreu. Sabe, parecia cena dos Trapalhões na minha cabeça. Já o Philemon, embora tenha tido um final satisfatório também, eu fiquei surpresa como ele chegou tão longe e uma parte da história dele me deixou com a pulga atrás da orelha, sobre a pessoa que um dia ele amou ou vise-versa.

Depois de tantas indas e vindas entre Caris e Merthin, eles ficaram juntos e, gente você que me acompanha a mais tempo sabe que não gosto de mi mi mi em livros, mas eles dois em momento nenhum me cansaram. Eu me vi muitas vezes torcendo pela felicidade de ambos e queria fosse uma felicidade como conjugues. No final do livro, nas últimas linhas mesmo, o pouco de coração romântico que habita em mim, sentiu aquele calorzinho de contos de fada.

Confesso que houveram momentos que eu me irritei com a Caris, mas depois que eu percebi que o Follett estava escrevendo sobre uma mulher que passou por todos os obstáculos  (na medida que ela conseguia) em uma sociedade e época machista, eu fiquei mais e mais fascinada com ela. Sabe quando você se senti orgulhosa por ter sido representada naquela personagem? Pois bem, era assim que eu me sentia, sendo retratada, pois assim como a Caris eu tento e luto todos os dias pelos meus direitos (olha, isso me deu uma ideia… rs). Enfim. Mas não foi apenas Caris que se mostrou sendo uma mulher determinada: Madge, Lady Phillipa, Gwenda, Madre Cecilia e até mesmo Petranilha se mostraram muito fortes. Algumas delas em seu leito de morte foram firmes até o fio da vida se esvair.

Falando em Lady Phillipa, ela era esposa de um dos filhos do Conde Roland, o qual o Ralph era escudeiro. O que essa mulher teve que aguentar, mesmo em pouco tempo com o Ralph, me fez sentir pena dela. Ela acaba se casando com ele, o Ralph, que não sei o porquê, mas na minha cabeça eu sempre o vi como sendo um homem desengonçado, somente no final que fui perceber que a descrição dele era de um homem bonito. Ele foi um tremendo filho da mãe, a obsessão dele pela Lady Phillipa o leva a assassinar a sua esposa e ADOLESCENTE, Tilly – isso foi outra coisa que me deixou perturbada, quando o Ralph se torna Cavaleiro ele precisa se casar e a menina que escolhem para ele é uma criança de 13 anos. Eu sei que naquela época isso era bem comum, mas sabe quando você se sente repúdio? Eu me senti mal lendo esses trechos.

Inclusive tem uma cena que a Caris presencia: uma criança deixando um velho tocar seus peitos em desenvolvimento só para ganhar uns trocados, já que a familia havia morrido por causa da peste. Claro que a Caris vai salvar a menina e leva ela para o convento, mas isso me fez refletir que hoje em dia não precisamos ir muito longe para ver cenas assim: escolas, esquinas, cracolândia… isso está tão próximo de nós, mesmo que não estejamos na era medieval, muitas vezes nos comportamos igual ou até mesmo pior do que aquela época.

Por falar na peste, esse foi o maior vilão nesse segundo livro, até mesmo o Godwyn sucumbiu e mais uma vez, vimos o quanto a Caris estava a frente do seu tempo. Ela observava a tudo e a todos, como cada remédio, cada ferimento, cada medida tinham efeitos diferentes em circunstancias. Claro que o Merthin era o seu complemento, ele também é um homem que está muito afrente do seu tempo, tanto que ele ajuda muito a Caris a como prevenir a peste.

Antes de encerrarmos essa postagem, não posso deixar de falar de uma personagem que eu peguei carinho do começo ao fim: Gwenda. O final dela, só teve um detalhe (que tem haver com a Annet ) que não gostei muito, porém, todo o restante da sua história me cativaram muito. A luta que essa mulher teve em se salvar, salvar o amor dela e o homem por quem ela sempre amou, seus filhos, suas ambições. Ela me encheu de amor e determinação no coração. Sério, ela pode não ter sido a principal, mas ela mostrou a face de muitas mulheres que encontramos todos os dias: as determinadas, que não se deixam abalar nem serem vencidas, mesmo que para isso elas tenham que se sacrificar.

Gente, sério, espero conseguir fazer com que, pelo menos, você sinta uma pontinha de ler esse livro. Claro que eu vou ler outros livros do Ken Follett e comentarei por aqui, mas esse já valeu muito para que o autor caia em minhas graças. Eu tinha certeza que esse homem de cabelos esbranquiçados iria me conquistar.

– […] E você… tem medo de arder no inferno?

[…]

– Acredito que tudo aquilo que eu faço se torna parte de mim. Quando sou corajosa e forte, cuido das crianças, dos doentes e pobres e me torno uma pessoa melhor. E quando eu sou cruel, covarde digo mentiras ou me embriago, viro uma pessoa menos digna e não posso me respeitar. É essa a retribuição divina em que acredito.

Beijos e até a próxima.

Ei, pera ai… se você quiser adquirir qualquer um dos livros que menciono no blog, Clica aqui e navega pela Amazon. Assim, além de comprar o seu novo mundo, ajuda com uma pequena comissão para o blog. Muitíssimo agradecida 😉

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: