[Devaneios] 25 Balelas

Muitos vão falar: você está nova ainda! E de fato, sou ainda bem jovem, mas os 25 pesa quando eu percebo que 1/4 da minha vida já se passou (levando em consideração que eu vou viver até os 100 anos, se bem que com a alimentação que tenho estou sendo muito, mais muito otimista). Pesa ainda mais quando olho em minha volta e vejo o que conquistei (ou não).

Capturar1Sei que idade não é régua para você correr atrás dos seus sonhos, mas quando eu olho para trás e lembro dos planos da pequena Willyara, percebo que nada do que planejei para esse momento se concretizou e talvez essa seja a graça da vida, não é mesmo?

No começo do ano, eu havia já escrito o texto que iria publicar neste dia, de lá para cá não mudou muita coisa, mas percebi que era texto repleto de tristeza e por isso estou aqui, redigindo mais de 1334 palavras para tentar soar menos pessimista e ser mais realista.

No ano passado eu fiz um texto sobre os meus 24 aninhos, sim, todos os anos pretendo fazer uma retrospectiva da minha vida e postar aqui no dia do meu aniversário e acho até bom que seja assim, pelo menos eu consigo ver a minha própria evolução, e te digo uma coisa: muito do que eu falei naquele texto já se tornou arcaico na minha vida. Totalmente ultrapassado. Aquele texto me mostra alguns “nós” (nós de nó mesmo, não o “nós” de “a gente”… esse português ainda vai me matar) que eu consegui desfazer e serei bem sincera: estou orgulhosa de mim, mesmo em meio aos fracassos, colhi alguns frutos! Tenho uma perspectiva do mundo bem diferente agora, isso seria o que? Amadurecer? Se for assim, estou virando gente grande (ei, engraçadinho que me conhece, é grande metaforicamente, já me acostumei com a ideia de ter 1,60 de altura).

Mas tenho que confessar que algumas coisas que sonhei para essa data que ainda não se tornaram realidade me incomodam um pouco, as vezes acabo me colocando em uma sela mental e torturo a minha mente por horas e horas gritando tudo aquilo que me falta… mas será que me falta mesmo ou falta para as pessoas que estão ao meu redor e eu quero agradá-las? Gente, estou falando, esse peso dos 25 anos está me tornando uma pessoa sábia (modesta também). É bem provável que para você, não passa de um monte de baboseiras cada uma dessas palavras e… Ok, mas pra mim isso é um registro de pequenos passos que estou dando.

Capturar

Procurando nas “internets” da vida, eu encontrei outras moças com pensamentos bem similares com o meu. A diferença que eu não me preocupo tanto com a questão de ter uma família (tipo, marido, filho, cachorro e papagaio), na verdade quando eu me lembro dos meus sonhos de infância, vejo que isso nunca foi um critério de felicidade para mim. Isso que eu admiro na Mini Willy de vários anos atrás, essa convicção de que para ser feliz eu me bastava, mas gerou meio que desconforto em muita gente que, aos poucos, me moldaram para o padrão a la sociedade.

Vamos parar de divagar e vamos para um assunto sério: 25 coisas completamente aleatórias que quero compartilhar com você porqueeee… sim?

  1. Hoje tenho 25 anos;
  2. Nasci no dia das mães e só irei comemorar meu aniversário no dia das mães novamente em 2021, quando irei completar 28 anos;
  3. Nesses 25 anos de vida aprendi que todas as pessoas que passam por você vão te ensinar algo, mesmo que seja só para tomar bebidas alcóolicas;
  4. Paciência é a última coisa que tenho;
  5. House é minha série preferida e Dexter deveria ter acabado na 3° temporada;
  6. Gosto de olhar o horóscopo, embora eu saiba que é uma tremenda balela;
  7. Não é fácil administrar um blog;
  8. Também não é fácil administrar minha conta bancária;
  9. Sempre fui fã do Leonardo Da Vinci, tenho até hoje um jornal de 2004 que fala sobre ele e o Código Da Vinci (livro do tio Marrom) só inflou mais ainda a minha curiosidade sobre esse cara brilhante.
  10. Sou defensora dos fracos e oprimidos, principalmente no trabalho (e volta e meio eu me lasco);
  11. Não sou uma amiga convencional: não sou fã de ficar indo na casa dos outros nem mandar mensagem all the time, mas eu me preocupo com as pessoas;
  12. As vezes troco pessoas pelos livros;
  13. Por ser fão do Da Vinci, houve uma época que eu tentava escrever da direita para a esquerda;
  14. Eu realmente amo dormir;
  15. Café não tem efeito sobre mim, pelo menos aparentemente, posso tomar café agora e dormir numa boa;
  16. Aprendi que por mais que você não concorde com algumas coisas e sabe que a pessoa está falando balela, você tem que manter a boca fechada, afinal de contas nem sempre você tem que ter a razão;
  17. Pior coisa é ver pessoas definhando nas mentiras, mas ao mesmo tempo é engraçado;
  18. Aprendi que o tempo ele não cura, mas fortalece. Todas as vezes que eu pensei em desistir da vida, algo me segurou e valeu apena;
  19. Aprendi que pior do que a dor do gostar de alguém que te deixou é ter dor de dente e não ter remédio para tomar porque é no meio da noite e dentistas não ficam abertos às 3hs da manhã;
  20. De todos que já passaram na minha vida, eu realmente sinto falta da Nymeria;
  21. Eu me levanto para trabalhar no mesmo horário que os demônios são mais fortes na terra: as 3hs da manhã;
  22. Assuntos sobre assassinos em série me deixam curiosa;
  23. Ao contrário do que muitos pensam, acredito que chorar é uma das melhores coisas que podemos fazer;
  24. Atualmente tenho 296 livros (contabilizei apenas livros físicos… nada de mangá ou HQ);
  25. Meu sorriso não é mais o mesmo, isso é nítido no instagram.

Então é isso… com 25 anos devo permanecer com os pés no chão e a cabeça nas nuvens. Encontra o equilíbrio entre a minha razão e minha emoção. Vamos ver se vai dar certo. Um dia de cada vez recheado de foda-se para quem me irritar.

Beijos e até mais 😉

 

Anúncios

3 comentários em “[Devaneios] 25 Balelas

Adicione o seu

  1. Ahhh parabéns! Adorei seu texto e concordo com muitas coisas, principalmente com as cobranças que fazemos a nós mesmo sobre conquistar os objetivos da vida, vou fazer 28 esse ano e parece que não fiz nem metade do que planejava ou da maneira que queria viver! Sobre os 25 fatos que vc levantou adorei, inclusive seu tom irônico e de humor! Que seu próximo ciclo seja repleto de surpresas! Bjos da Cah 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aaaaaah, você não sabe como fico feliz em ler seu comentário! Enquanto eu escrevia a postagem ficava pensando “será que essa coisa de achar que não fiz o que sonhava é só coisa da minha cabeça?”. Mas a verdade é que as vezes exigimos demais, pensamos demais, porém esquecemos do externos, das outras coisas que acontecem e que nos permite realizar o planejado. Poxa, fico feliz também que tenha gostado do tom irônico e de humor rsrs Opa! Agradeço e desejo o mesmo pra ti, que seus 28 anos seja repleto de boas novas! 🙂 Um grande abraço, Willy

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: