[Bookhaul] Maio de 2018

Senta que lá vem história, pois neste mês no qual a minha persona completou 25 anos de pura balela, muitos livros chegaram para fazer parte dos meus novos mundos!

Já aproveito para dar a dica que, se você se interessar por algum livro que vou indicar aqui, só clicar no link da Amazon. Assim você ajuda na manutenção do blog e faz uma velha jovem feliz. Ah! Salve uma exceção que, quando chegar a vez dele, vou deixar um outro link, pois não é um livro vendido na Amazon. Então vamos lá!

  • A Menina que Brincava com FogoTrilogia Millenium: A Menina que Brincava com Fogo –  O segundo volume da trilogia que virou depois uma série. Sim, vou comprar só os três primeiros livros que foram originalmente escrito pelo Stieg Larsson, que é o primeiro autor. Segue uma mini sinopse do livro deixado na página da Companhia das Letras, editora que publica esse livro aqui no Brasil. Mikael Blomkvist pode parecer apenas um jornalista em busca de um furo, mas no fundo é um investigador obstinado em desenterrar os crimes obscuros da sociedade sueca, sejam os cometidos por repórteres sensacionalistas, sejam os praticados por magistrados corruptos ou ainda aqueles perpetrados por lobos em pele de cordeiro. Um destes, o tutor de Lisbeth, foi morto a tiros. Na mesma noite, contudo, dois cordeiros também foram assassinados: um jornalista e uma criminologista que estavam prestes a denunciar uma rede de tráfico de mulheres. A arma usada nos crimes – um Colt 45 Magnum – não só foi a mesma como nela foram encontradas as impressões digitais de Lisbeth. Procurada por triplo homicídio, a moça desaparece. Mikael sabe que ela apenas está esperando o momento certo para provar que não é culpada e fazer justiça – a seu modo. Mas ele também sabe que precisa encontrá-la o mais rapidamente possível, pois mesmo uma jovem tão talentosa pode deparar-se com inimigos muito mais formidáveis – e que, se a polícia ou os bandidos a acharem primeiro, o resultado pode ser funesto, para ambos os lados.A menina que brincava com fogo segue as regras clássicas dos melhores thrillers, aplicando-as a elementos contemporâneos, como as novas tecnologias e os ícones da cultura pop. O resultado é um romance ao mesmo tempo movimentado e sangrento, intrigante e impossível de ser deixado de lado.
  • Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano –  Você já deve ter ouvido falar desse livro mas não necessariamente como livro. Recentemente na Santa Netflix saiu a primeira temporada da série, e foi por lá que tive o meu primeiro contato com a história. Como série, ela é para o publico que realmente se interessa por serial killer e parece um tanto quanto arrastada. Eu fiquei com muita vontade de ler o livro, principalmente depois que vi a Carol Moreira comentando sobre. O livro está sendo publicado pela Editora Intrinseca. Escrito pelo John E. Douglas Mark Olshaker. Segue a sinopse: Em detalhes assustadores, Mindhunter mostra os bastidores de alguns dos casos mais terríveis, fascinantes e desafiadores do FBI.
    MindhunterDurante as mais de duas décadas em que atuou no FBI, o agente especial John Douglas tornou-se uma figura lendária. Em uma época em que a expressão serial killer, assassino em série, nem existia, Douglas foi um oficial exemplar na aplicação da lei e na perseguição aos mais conhecidos e sádicos homicidas de nosso tempo. Como Jack Crawford em O Silêncio dos Inocentes, Douglas confrontou, entrevistou e estudou dezenas de serial killers e assassinos, incluindo Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein.
    Com uma habilidade fantástica de se colocar no lugar tanto da vítima quando no do criminoso, Douglas analisa cada cena de crime, revivendo as ações de um e de outro, definindo seus perfis, descrevendo seus hábitos e, sobretudo, prevendo seus próximos passos.
    Com a força de um thriller, ainda que terrivelmente verdadeiro, Mindhunter: o primeiro caçador de serial killers americano é um fascinante relato da vida de um agente especial do FBI e da mente dos mais perturbados assassinos em série que ele perseguiu. A história de Douglas serviu de inspiração para a série homônima da Netflix, que conta com a direção de David Fincher (Garota Exemplar e Clube da Luta) e Jonathan Groff, Holt McCallany e Anna Torv.
  • untitledBiografia: Leonardo Da Vinci – Quando eu vi esse livro na Amazon, eu simplesmente pirei e queria a todo o custo ele. O motivo é bem simples: Leonardo Da Vinci é uma das personalidades que mais admiro e quando eu era pequena eu pesquisava tudo o que eu podia. Inclusive, no texto que escrevi sobre meus 25 anos, eu menciono isso. Aqui no Brasil o livro está sendo publicado pela Editora Intrínseca. Escrito pelo Walter Isaacson e traduzido pelo André Czarnobai, segundo a sinopse do livro A biografia definitiva do mestre Leonardo da Vinci, assinada pelo autor dos best-sellers Steve Jobs: A biografia e Einstein: sua vida, seu universo.Com base em milhares de páginas dos impressionantes cadernos que Leonardo manteve ao longo de boa parte da vida e nas mais recentes descobertas sobre sua obra e sua trajetória, Walter Isaacson, biógrafo de Einstein e Steve Jobs, tece uma narrativa que conecta arte e ciência, revelando faces inéditas da história de Leonardo. Desfazendo-se da aura de super-humano muitas vezes atribuída ao artista, Isaacson mostra que a genialidade de Leonardo estava fundamentada em características bastante palpáveis, como a curiosidade, uma enorme capacidade de observação e uma imaginação tão fértil que flertava com a fantasia. Leonardo criou duas das mais famosas obras de arte de todos os tempos, A Última Ceia e Mona Lisa,mas se considerava apenas um homem da ciência e da tecnologia — curiosamente, uma de suas maiores ambições era ser reconhecido como engenheiro militar. Com uma paixão que às vezes se tornava obsessiva, ele elaborou estudos inovadores de anatomia, fósseis, o voo dos pássaros, o coração, máquinas voadoras, botânica, geologia, hidráulica, armamentos e fortificações. A habilidade para entrelaçar humanidades e ciência, tornada icônica com o desenho do Homem vitruviano, fez dele o gênio mais criativo da história. Filho ilegítimo, à margem da educação formal, gay, vegetariano, canhoto, distraído e, por vezes, herético, o Leonardo desenhado nesta biografia é uma pessoa real, extraordinária pela pluralidade de interesses e pelo prazer que tinha em combiná-los. Um livro indispensável não só pelo caráter único de representar integralmente o artista Leonardo, mas como um retrato da capacidade humana de inovar, da importância de não apenas assimilar conhecimento, mas ter a disposição para questioná-lo, ser imaginativo e, como vários desajustados e rebeldes de todas as eras, pensar diferente. Nem preciso comentar que quero todas as outras biografias que este autor já escreveu, né?
  • Contos InacabadosContos Inacabados – E a minha coleção do Tolkie só vai aumentando. Já li Roverandom, O Senhor dos Anéis e O Hobbit, mas nunca fiz resenah… talvez seja porque eu pretendo ler muito mais coisas do autor e quem sabe um projeto tipo o do Ken Follett… sem prazo para acabar rsrs. Esse livro é um compilado de histórias que o Christopher Tolkien, filho do mestre da fantasia J.R.R. Tolkien, compilou e publicou. Aqui no Brasil, lançado pela editora WMF Martins Fontes, tem como sinopse: Este livro contém a única história que sobreviveu das longas eras de Númenor antes de sua queda, e tudo o que se conhece sobre temas como os Cinco Magos, os Palantíri ou a lenda de Amroth. Escrevendo acerca dos Apêndices de O Senhor dos Anéis, J.R.R.Tolkien disse em 1955: “Aqueles que apreciam o livro apenas como ”romance heroico” e consideram os ”panoramas inexplicados ” parte do efeito literário, desprezarão os Apêndices, e farão muito bem.” Contos Inacabados destina-se àqueles que, ao contrário, ainda não exploraram suficientemente a Terra-média, suas línguas, suas lendas, sua política e seus reis. Christopher Tolkien editou e apresenta a coleção. Também redesenhou o mapa de O Senhor dos Anéis em escala maior e reproduziu o único mapa de Númenor.
  • Wild Cards Apostas MortaisWild Cards: Apostas Mortais – Estou comprando aos poucos os livros dessa série de RPG. Eu sempre escutei o pessoal falando que jogava RPG e etc, mas eu nunca joguei e desde quando virei uma ouvinte dos Nerdcast e escuto os RPGs que eles fazem, fiquei mais e mais interessante em ler livros que originaram a partir de uma jogabilidade. Tanto que esse não é o único livro da lista. Mas falando desde em especifico, ele não foi necessariamente escrito pelo George R.R. Martin, ele apenas é editado pelo nosso papai noel que não acaba nunca as Crônicas de Gelo e Fogo. Lançado aqui no Brasil pela Editora Leya, o terceiro livro dessa ficção tem a seguinte sinopse: Vingança é a palavra de ordem. E a vida parece estar por um fio… Depois da invasão alienígena que sacudira o mundo, curingas e ases de Nova York têm muito a comemorar. E o auge dessas comemorações acontece no dia 15 de setembro, data em que outra intervenção alienígena mudou por completo a vida de todos os seres humanos e de alguns alienígenas, como de Jube e do próprio Dr. Tachyon. E também a do Astrônomo, que volta neste volume da série para uma fria e bem-calculada vingança. Neste romance-mosaico reencontramos Ira, Ceifador, Nômada, Jack, Brennan, Kid Dinossauro, Uivo e muitos outros ases e curingas que se reúnem para o Dia do Carta Selvagem. Entre roubos e buscas desesperadas, gritos supersônicos e dinossauros-mirins, o destino desses personagens é posto em xeque a cada hora deste dia, considerado um dos mais festivos para a cidade de Nova York e certamente um dos mais sangrentos desde a queda do meteoro que trouxe o vírus carta selvagem para a Terra. Esta edição traz um posfácio de George R.R. Martin, contando como funciona o universo Wild Cards, o romance-mosaico e muito mais.
  • Trilogia As Crônicas de Artur O Rei do InvernoTrilogia As Crônicas de Artur: O Rei do Inverno – Sempre quis este livro, mas a real que só tive coragem de comprar após um empurranzinho de um amigo literário. Primeiro que vocês podem aguardar que virá muito mais livros do Bernard Cornwell, até parece que sou fã do cara rsrs. Lançado pela Editora Record, o primeiro volume dessa trilogia tem como a seguinte sinopse: O rei do inverno é o primeiro volume da trilogia As crônicas de Artur do escritor inglês Bernard Cornwell sobre o lendário guerreiro Artur, que passou para a história com o título de rei, embora nunca tenha usado uma coroa. Um dos mais importantes autores britânicos da atualidade, Cornwell já foi traduzido para mais de dezesseis línguas e seus romances alcançaram rapidamente o topo das listas de mais vendidos: foram mais de 4 milhões de exemplares em todo mundo. A chave de seu sucesso está na criteriosa pesquisa histórica e na narrativa envolvente com a qual Cornwell disseca a vida de seus personagens. O rei do inverno conta a mais fiel história de Artur, sem os exageros míticos de outras publicações. A partir de fatos, este romance genial retrata o maior de todos os heróis como um poderoso guerreiro britânico, que luta contra os saxões para manter unida a Britânia, no século V, após a saída dos romanos. O valoroso soldado cresce dentro do exército do rei e dentro da narrativa de Corwell até se tornar o melhor amigo e conselheiro de Artur na paz e na guerra. Cornwell resgata, em O rei do inverno, curiosidades dos confrontos no início da era cristã, como o ritual do xingamento. Os comandantes dos exércitos rivais esquentavam o ânimo para a batalha se encontrando no meio do campo e trocando insultos.
  • Limites da FundaçãoLimites da Fundação – Eu não me aguentava mais em esperar pra comprar mais livros sobre a Fundação. Se você não sabe o que estou dizendo, esse foi o quarto volume que o Isaac Asimov (autor este que amo de paixão) escreveu após os seus leitores pedirem continuação para a trilogia original que já foi resenhada aqui no blog. A Editora Aleph tem um cuidado muito grande com os seus livros e só posso dizer que ter esse livro na minha coleção é puro amor. Vamos a sinopse: Após quinhentos anos, o plano de Hari Seldon parece seguir seu objetivo sem maiores problemas. De fato, a Fundação agora é a capital de uma federação que domina metade dos mundos conhecidos. Existe, no entanto, quem duvide da calmaria e do bom encaminhamento do Plano, a ponto de acreditar que a Segunda Fundação está viva e que, secretamente, ainda controla o destino de todos.
  • DunaDuna –  Vamos para mais um livro que a Editora Aleph publicou aqui no Brasil e vejam bem, Duna é um clássico Sci-Fi. Escrito pelo Frank Herbert e traduzido aqui por‎ Maria do Carmo Zanini, vem em uma edição linda e que valeu cada centavo pago na Amazon. A sinopse é a seguinte: Uma estonteante mistura de aventura e misticismo, ecologia e política, este romance ganhador dos prêmios Hugo e Nebula deu início a uma das mais épicas histórias de toda a ficção científica. Duna é um triunfo da imaginação, que influenciará a literatura para sempre. Esta edição inédita, com introdução de Neil Gaiman, apresenta ao leitor o universo fantástico criado por Herbert e que será adaptado ao cinema por Denis Villeneuve, diretor de A chegada e de Blade Runner 2.
  • Os Filhos de HúrinOs Filhos de Húrin – Vamos de mais um livro do Tolkien? Adquiri para a minha coleção Os Filhos de Húrin: Muito antes da era de O Senhor dos Anéis, Morgoth, o primeiro Senhor do Escuro, lança uma terrível maldição contra toda a família de Húrin, o homem que tinha ousado desafiá-lo frente a frente. Assim, os destinos de Túrin e de sua irmã Niënor serão tragicamente entrelaçados. A vida breve e apaixonada dos dois irmãos é dominada pelo ódio de Morgoth, que envia seu mais temível servo, Glaurung, poderoso espírito na forma de um enorme dragão de fogo sem asas, numa tentativa de cumprir sua maldição e destruir os filhos de Húrin.
  • Mestre Gil de HamMestre Gil de Ham –  Mais um do Mestre da Fantasia, que nem vou me estender nos comentários. Vocês já sabem que os livros do autor, aqui no Brasil, são lançados pela WMF Martins Fontes, então… Esta divertida história, escrita pelo autor de O Hobbit, é ambientada no vale do Tâmisa, na Inglaterra, num passado maravilhoso e distante, quando ainda existiam gigantes e dragões. Seu herói, Mestre Gil, é na realidade um fazendeiro totalmente desprovido de heroísmo, mas que, graças à boa sorte e à ajuda do cachorro Garm, da égua cinzenta e da espada mágica Caudimordax (ou Morde-cauda), amansa o dragão Chrysophylax e ganha enorme fortuna.
  • 13561356 – Quando falei que sou fão do Bernard Cornwell não estava brincando, aqui vai mais um livro desse autor fabuloso. Também lançado pela Editora Record segue a sinopse: 1356 foi um dos anos mais terríveis e intensos da Idade Média. Menos de uma década depois de a peste negra devastar a Europa, todos os grandes reinos enfrentam conflitos dentro e fora de suas fronteiras. E o maior deles é sem dúvida a Guerra dos Cem Anos, que está em seu momento mais delicado, com a tensão entre a Inglaterra e a França atingindo um ponto insustentável. É esse o cenário da nova aventura de Thomas de Hookton, o arqueiro inglês tornado cavaleiro, dez anos após o término de sua incansável busca pelo Graal.Em meio ao caos dos campos de batalha e aos sussurros dos jogos de poder nos salões reais, uma disputa menor, porém com o mais grandioso objetivo, é travada entre ingleses e franceses: uma corrida contra o tempo pela posse de la Malice, a espada que são Pedro utilizou para defender Cristo dos soldados romanos no Monte das Oliveiras. Ao longo dos séculos, a espada mudou de dono até ser esquecida em um refúgio oculto. Sua lenda, no entanto, voltou à vida, assim como o desejo de vários homens de possuí-la, e a arma irá cruzar o caminho de Thomas.Sob as ordens de seu senhor, o arqueiro precisa percorrer cidades e estradas para localizar o paradeiro da espada e evitar que os franceses a obtenham e utilizem para motivar suas tropas à vitória. Sua missão atrai poderosos inimigos, como influentes bispos do círculo papal e ricos e implacáveis senhores de guerra, e acaba em um dos episódios mais importantes e celebrados da história militar da Idade Média: a Batalha de Poitiers. Esse confronto pode traçar o destino da guerra, e Thomas não tem escolha a não ser lutar por aquilo que preza e acredita — ou então ver tudo ruir.
  • AzincourtAzincourt –  Achou que tinha acabado os livros do Bernard Cornwell? Não seja tão displicente. Eu só percebi que ele e Tolkien reinaram na minha lista de compras depois que todos os livros estavam já em minhas mãos. Ao raiar do dia 25 de outubro de 1415, dois exércitos se defrontavam numa planície francesa, que viria a se tornar o mais famoso dos campos de batalha na história. De um lado, os remanescentes maltrapilhos de um exército inglês que invadira a Normandia dez semanas antes e, num golpe severo para o orgulho francês, capturou a cidade-porto de Harfleur. Porém, o cerco cobrara seu preço e dos doze mil guerreiros que haviam embarcado na expedição, somente a metade estava agora reunida no campo de Azincourt. Desses, apenas novecentos eram soldados armados, os homens de ferro da época e considerados universalmente como a elite do mundo militar. Os demais carregavam longos arcos de madeira, uma arma praticamente exclusiva de sua ilha. Muitos deles estavam sofrendo de disenteria, que já havia incapacitado seus companheiros: todos estavam exaustos e cheios de fome. Até as condições climáticas estavam contra eles: ventos cortantes e uma chuva pesada, ininterrupta, aumentando o flagelo enquanto se arrastavam de Harfleur até o refúgio de Calais, possessão inglesa. Diante deles — e impedindo seu caminho — estava o exército francês, que os superava em número na proporção de pelo menos quatro contra um. Motivados pelo desejo de vingar a perda de Harfleur, a cavalaria francesa havia afluído aos milhares. Repousados, bem nutridos, bem armados e lutando em seu próprio território.
  • Box 7 Agatha ChristieBox 7 Agatha Christie  –  Ganhei meu primeiro Agatha Christie da vida! Sim, eu nunca li nada dessa autora que muitos amam, inclusive minha mãe, e está mais que na hora de tomar vergonha na cara. Só não sabia que esse era o sétimo box. Adivinha quem vai correr atrás dos outros? Pois bem, eu mesma, afinal a edição que a HarperCollins está lançando são divinamente lindas. Segue a sinopse dos três livros que vieram:  Esta edição de luxo tem uma seleção imperdível com três das melhores histórias de Agatha Christie, a eterna Rainha do Crime. O leitor encontra aqui reunidos alguns dos casos mais famosos da inesquecível Miss Jane Marple, do casal Tommy e Tuppence Beresford e do novato Charles Hayward. Em tramas engenhosamente traçadas para nos despistar a todo o momento, nossos astutos investigadores apontarão os culpados em meio a espetaculares reviravoltas, atestando a genialidade e o sucesso dessa autora que se tornou um clássico da literatura de mistério. Agatha Christie é, e sempre será, a inspiração máxima para todos os autores do gênero. A casa torta – Primeiro a guerra faz com que Charles Hayward adie seu pedido de casamento. Alguns anos depois, ele se vê obrigado a adiar o próprio matrimônio em razão de um mistério — Sophia Leonides, sua noiva, acaba de perder o avô Aristide de forma súbita e um tanto suspeita. Teria sido um assassinato? O escândalo poderia arruinar o nome da família. Instruído pelo pai e pelo inspetor-chefe Taverner – ambos da Scotland Yard -, Charles decide se hospedar na residência dos Leonides (a Casa Torta) para descobrir se, entre aqueles familiares tão únicos e motivados a matar seu patriarca, não estaria a prova do crime capaz de colocar o culpado atrás das grades. Porém, uma nova reviravolta promete avalar todas as certezas sobre o assunto. Um pressentimento funesto – Ao fazerem uma visita à tia de idade já vem avançada no asilo de Sunny Ridge, Tommy e Tuppence Beresford abrem os caminhos para um novo mistério envolvendo o desaparecimento de uma das hópsdes — a amada e um tanto confusa sra. Lanccaster, que indagou antes de morrer: “Desculpe, mas a coitadinha era sua filha?”. Assassinato na casa do pastor – Na pacata aldeia de St. Mary Mead, é muito fácil vasculhar a história de algum de seus habitantes: basta perguntar a uma das respeitáveis senhoras que ali vivem, em particular uma conhecida como Miss Marple. Jane Marple faz aqui sua primeira aparição nos romances de Agatha Christie, atuando de forma inteiramente amadora (e infalível) nas investigações dos crimes com os quais se depara. Seu primeiro “caso” envolve a morte do coronel Protheroe, tão odiado na aldeia que Miss Marple não consegue apontar um, mas, sim, sete suspeitos do crime, todos com suas devidas motivações para se livrarem do velhaco. Mas quem realmente teria assassinado o terrível coronel?

 

fronteiras-do-universo

  • As Fronteiras do Universo: A Faca Sutil – Embora as novas capas dessa trilogia sejam lindas, quando eu li A Bússola de Ouro peguei na versão de bolso. Logo, meu impulso de ler os demais livros foi que fossem na mesma edição. Não havia percebido que eu tinha esse leve TOC, mas sim, já fiz isso com outros livros. Enfim, o livro do Philip Pullman agora fazem parte da minha coleção. Will tem apenas 12 anos e tudo começa quando, depois de matar um homem, ele parte para descobrir a verdade sobre o desaparecimento de seu pai. Num passe de mágica, atravessa o ar e penetra num mundo onde conhece uma estranha garota, Lyra, que, como ele, também tem uma missão a cumprir. Em Cittàgazze, onde os dois se encontram, as ruas são habitadas por espectros letais, devoradores de almas e outras criaturas aterradoras que disputam com todas as forças um poderoso talismã, capaz de cortar o nada e abrir brechas para outros universos – a faca sutil. Aproveitei que estava super barato e comprei o terceiro volume também As Fronteiras do Universo: A Luneta Âmbar – Lyra desaparece e, em seu encalço, estão – Will, que quer ajudar a amiga; a Igreja – que a considera a nova Eva e, por isso, tenta eliminá-la antes que a menina repita o pecado original; e Lorde Asriel, comandante de um exército de anjos, humanos e pequenos seres alados que, ciente do poder revolucionário de Lyra, a quer ao seu lado.

 

  • ozob 2
    Opa! Segue o @entrenosmundos no Instagram.

    Protocolo Molotov : Ozob, volume 1 – Se lembra quando eu disse lá em cima que haveria um livro que vocês não encontrariam na Amazon? Pois bem, estou falando do livro Ozob, o palhaço mais babaca que, para as pessoas que escutam o Nerdcast já devem estar bem familiarizadas. Escrito pelo Leonel Caldela (autor que está conquistando meu coração) e o Deive Pazos (vulgo Azagal), é um dos livros exclusivos da NerdBooks, ou seja, você só consegue comprar no site do Jovem Nerd. Depois desse jabá mosntruoso, cheio de links e o caramba à 4, fica aqui a sinopse: O futuro chegou. E é pior do que os nossos pesadelos. O século 22 é uma época escura, feita de cibernética, inteligências artificiais, megacorporações que controlam os governos, redes sociais onipresentes, gangues e violência. No centro de tudo, uma metrópole se ergue em plataformas sucessivas, com prédios que se elevam acima das nuvens. Construída sobre o que já foi Nova York, Delta City abriga as maiores corporações e milhões de habitantes. Mas, nas ruas sob as plataformas, a Cidade Baixa é o lar de criminosos, miseráveis e escória. O lar de Ozob. Ozob, um construto genético encomendado por uma corporação, feito à imagem da mente insana de seu criador. Perseguido por seus irmãos sanguinários, só tem mais dois anos de vida. Para ele, nenhum minuto pode ser desperdiçado.

  • Serial Killers Anatomia do MalSerial Killers: Anatomia do Mal – Libertando toda a minha curiosidade por essas pessoas, resolvi comprar mais um livro de Serial Killer, esse você com toda a certeza já deve ter visto: uma das muitas edições lindíssimas da DarkSideO que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria? As respostas estão no novo lançamento da editora DarkSide Books: Serial Killers – Anatomia do Mal, dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. 
    Escrito por Harold Schechter – que pesquisa o tema há mais de três décadas, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia. Em Serial Killers, Anatomia do Mal você vai descobrir como eles matam e por que eles matam. Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória e a mente dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, O livro de Schechter abrange desde a criação do termo serial killer no início do século 20 até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música, literatura). Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro que vai atrair a atenção dos fãs das séries CSI, Dexter, Criminal Minds e do Canal Discovery Investigation e de todos aqueles que querem entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos. Sem dúvida, oriundos de uma sociedade que precisa repensar urgentemente como cicatrizar essas feridas abertas.
  • Matéria Escura – No atual momento que escrevo sobre esse bookhaul estou lendo esse livro… digamos que não é um sci-fi que eu esperava… vejamos pelas próximas postagens. Lançado pela Editora Intrinseca que caprichou lindamente, esse livro foi escrito pelo Blake Crouch e vamos de sinopse para você entender: Matéria Escura“VOCÊ É FELIZ COM A VIDA QUE TEM?” Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para uma usina abandonada e deixado inconsciente. Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: “Bem-vindo de volta, amigo.” Neste novo mundo, Jason leva outra vida. Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua família e tudo que ele conhece por realidade? Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar a vida com que sonhamos. O livro figurou na lista de mais vendidos do The New York Times e ficou entre os finalistas do Goodreads Choice Awards na categoria melhor livro de ficção científica de 2016. Matéria escura ficou entre os vinte livros eleitos pela Amazon como Melhores do Ano de 2016, na categoria mistério e thriller. Os direitos de adaptação do livro para o cinema foram adquiridos pela Sony Pictures. Blake Crouch é autor da trilogia Wayward Pines, que deu origem à série de TV exibida pela FOX, atualmente na segunda temporada. O programa é produzido por M. Night Shyamalan, o célebre diretor de O Sexto Sentido, Sinais e A Vila.

Claro que eu não poderia deixar de comprar mangás, então dei uma adiantada em alguns mangás, mas vou mudar esse meu método de compra. Nesse mês me presentei com alguns volumes de histórias diferentes, mas a partir ada minha próxima compra, vou completar minhas coleções que estão paradas. Então fica a minha menção honrosa para: Fullmetal Alchimist 3, 4 e 5; Yu Yu Hakusho 4 e Fort of Apocalypse 3, 4 e 5.

É, dei uma leve exagerada? Talvez sim, mas te digo que sou uma pessoa mais pobre e muito feliz com os meus livros. Alguns ganhei mas a maioria comprei e não me arrependo. Então você já sabe: em breve alguns desses livros vão estar ganhando impressões literárias por aqui.

Um grande beijo e até mais 😉

 

Anúncios

2 comentários em “[Bookhaul] Maio de 2018

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: