[Série] A Louva-A-Deus

Vamos falar sobre série hoje?

Entre filmes e séries eu sempre preferi dedicar mais tempo com séries do que com filmes (se parar pra analisar, até mesmo em questão de livros, vocês vão encontrar mais livros de trilogia e série do que livros únicos) e acredito que variar um pouco,  não é cometer nenhum crime.

Antes de falarmos da série, quero apenas deixar uma coisa bem clara: não sou conhecedora da sétima arte! Sou apenas uma telespectadora leiga que vai comentar sobre a série de forma leiga também, beleza!?

la-mantis

Pois bem, eu sempre gostei de séries policiais, aliás, posso dizer que sempre gostei de séries investigativas, não é atoa que House está entre as minhas preferidas. A Louva-a-Deus foi um acaso. Embora a série esteja no catálogo desde de o final de 2017 e a Netflix me notificou sobre a mesma, só foi em maio que parei para assistir e nem foi de uma forma “ah, hoje vou assistir A Louva-a-Deus”, não, eu simplesmente apertei o botão e fui ver. Lembro que comecei a ver num sábado de tarde e terminei no domingo na hora do trabalho.

Para quem não sabe, a série é composta de 6 episódios, cada qual com mais de 40 minutos de duração e vai contar a história de que em Paris estão surgindo novos assassinatos que tem como inspiração nos crimes que aconteceram 25 anos antes e que no final a Jeanne Deber, foi presa e se tornou a famosa serial killer intitulada “A Louva-a-Deus“, o primeiro das 8 mortes, tinha como inspiração na forma como o inseto Louva-a-Deus tem com suas presas e todos as mortes eram de homens que haviam cometido alguma violência doméstica.

E61-e1515840572419Para resolver esta nova série de assassinatos, Jeanne oferece sua ajuda para caçar o novo criminoso mas com uma condição: seu filho Damien Carrot, agora detetive, deve estar na equipe. Sem escolha Demien aceita participar e parte na caçada do novo assassino em série sobre orientações de sua mãe, o que gerará muitos conflitos.

Olha, tentei de forma bem genérica falar da série, mas a real é que ela é muito mais complexa e (não estou vitimizando os assassinos) mostra como tudo na nossa vida tem uma reação em cadeia chegando a níveis estratosféricos.

A série me cativou logo no começo, isso tudo porque eu não me recordo de ter assistido algo em que o serial killer fosse uma mulher e pra ser sincera achei incrível isso. A Jeanne Deber é interpretada pela atriz Carole Bouquet, uma atriz que te fisga com o olhar da personagem. O jeito “clean” que ela tem de falar, de andar, sua postura, enfim, faz com que você queira saber o que se passa naquela cabeça que é doentia. Seu filho Damien Carrot, é interpretado pelo Fred Testot, um homem que achei simplesmente charmoso.

MV5BNTEyYjFjOGEtZGQ4OS00NDkwLWI3MjgtM2QyZDcxZGMyNjk5XkEyXkFqcGdeQXVyODU0Njg0MzQ@._V1_SX1777_CR0,0,1777,999_AL_Se no primeiro episódio eu já tinha essa primeira impressão da Louva-À-Deus, cada vez que a trama ia seguindo e novos crimes acontecendo, mais eu ficava imersa na história. Tão imersa fiquei, que os dois últimos episódios me deixaram simplesmente e literalmente de boca aberta. Essa série foi uma que eu realmente não sabia quem estava matando. Por isso foi surpresa atrás de surpresa.

Além dos crimes, tem também a esposa do Damien, a Lucie Carrot, interpretada pela Manon Azem, que me irritou um pouquinho por ela querer conhecer mais sobre o próprio marido, já que a história que ele contou para ela é que a mãe havia morrido em um acidente de avião, por isso que ele só tinha o avó como parente próximo. A Lucie, junto com a sua amiga e sócia Virginie Delorme, que interpretada pela Frédérique Bel, vão “meter o nariz aonde não são chamadas”.

Há também um conflito dentro da policia, pois a Szofia Kovacs que seria a comandante da investigação não ganha a promoção e se vê recebendo ordens do Damien. Isso faz com que ela sempre desconfie das coisas.

IMG-MID-POST-98

Pra ser bem honesta, todas essas coisas de segundo plano não tiveram importância para mim em momento algum, sendo bastante irritante na maioria das vezes que apareciam. Embora eu saiba que elas eram importantes para compor toda aquela história, que ao meu ver, no final, entrega maravilhosamente as respostas para todas as nossas perguntas.

Fica a dica de um Thriller sensacional.

Um beijo e até mais 😉

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: