[Livro] Rangers: Ordem dos Arqueiros – Halt em Perigo

Estou um pouco sumida, né? Me desculpe. Posso ter ficado sumida mas nem por isso abri mão de continuar esse projeto particular que… minha nossa, estamos na reta final, faltam apenas três livros para finalizar essa série, que, ganhou um espaço no meu coração.

Como você sabe, estou lendo um livro por mês da série Rangers: Ordem dos Arqueiros. Então, como já viu no título, hoje vamos falar do nono livro: Halt em Perigo. Se você não leu a série mas tem vontade, recomendo que vá para a primeira postagem que fiz. Agora se você for como eu e quanto mais spoiler receber mais certeza terá se quer ler o livro, pegue seu café e aproveite a resenha.

  1. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Ruina em Gorlan
  2. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Ponte em Chamas
  3. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Terra de Gelo
  4. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Folha de Carvalho
  5. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Feiticeiro do Norte
  6. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Cerco a Macindaw
  7. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Resgate de Erak
  8. Rangers: Ordem dos Arqueiros – Reis de Clonmel

Spoiler

Continuação do livro Reis de Clonmel, nesse nono volume vamos acompanhar a busca em que o Will, Horace e Halt estão fazendo para acabar com a falsa religião do falso deus de Alsseias e finalmente por um fim nos planos de Tennyson.

No começo vemos o trio separado, assim como no livro anterior, Will está cavalgando na frente para pegar todos os rastros do grupo do falso profeta. Enquanto isso Horace viaja com Halt e percebe que o velho arqueiro está muito mais calado do que sempre foi e muito mais mau humorado, afinal, seu irmão, mesmo que tivesse tentado matar ele quando mais jovens, havia morrido.

Se no livro anterior o autor nos mostra como o Will está maduro, nesse ele vai reforçar mas também vai dizer que “uma vez aprendiz, sempre aprendiz” e isso não é ruim, pelo contrário, isso só mostra o quanto o Halt é engenhoso. Logo quando os três se reencontram na estrada teremos a prova disso tudo.

– Só um idiota pensa que sabe tudo – disse o arqueiro. – E você não é idiota.

As piadas entre Horace e o Halt ainda estão presente, vários sorrisos foram arrancados de mim. Por mais que a fórmula seja a mesma sempre funciona e momentos que foram muito tensos nos livros anteriores, são resgatados com boas lembranças, nada muito cansativo. Porém fiquei um pouco… como vou dizer… frustrada ao perceber que esse livro de quase 400 páginas poderia ter sido mais sucinto.

Nessa longa jornada atrás do Tennyson e os outros forasteiros, temos um embate com os scottis, povo que vive em Picta, país esse que faz divisa com Arulen. Sim! Os forasteiros estão retornando ao Reino dos arqueiros. O confronto é interessante principalmente no final, quando o Halt se irrita, é muito engraçado. Então percebemos que, como a Lady Pauline fala no ouvido do Will, o Halt não é mais o mesmo, ele está envelhecendo e o autor deixa isso bem marcado, sentimos o peso e o cansaço do arqueiro. Tanto que mais pra frente há um confronto com os Genoveses, os mercenários que foram contratados para ser guarda costa do falso profeta. Will e o Halt consegue matar um, no entanto o outro consegue ferir o Halt, um pequeno arranhão que se torna o perigo.

“… Logicamente, ele sabia que era apenas uma questão de tempo até Halt acordar outra vez e tagarelar sobre eventos do passado. Mas a esperança nem sempre é acompanha a lógica, e ele se apegou à primeira com desespero.”

Ai é outro ponto que achei muito enrolado. Por mais que tenha me pegado de surpresa em uma situação em especifico, todas as demais eram previsíveis demais e demorou ainda mais para essas coisas acontecerem. Se lembra do feiticeiro do norte que descobrimos depois que é um excelente curandeiro, o Malcon, pois bem ele aparece, afinal Picta fica ao norte de Araluen que, por seguinte, tem Macindaw. Isso não é ruim, mas… como já disse, previsível e quando algo que já sabemos que vai acontecer, pelo menos eu, fico impaciente.

No livro anterior eu já não tinha ficado tão animada e esse não foi diferente, entretanto isso não significa que o livro é ruim.

“…Falsas esperanças eram piores do que a pequena esperança que tinham.”

O décimo livro é Rangers: Ordem dos Arqueiros – Imperador de Nihon Ja, lerei em outubro e claro que estou ansiosa para ler.

Um grande beijo e até mais 😉

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: