[HQ] Uma Dobra no Tempo – Madeleine L’Engle

Olá, tudo bem?

Ainda em ritmo de dia das crianças, quero comentar rapidinho com vocês sobre essa História em Quadrinhos linda que ganhei do @felipepeixiinho: Uma Dobra no Tempo lançado pela Darkside. Mas essa será uma postagem um pouquinho diferente, pois tive a oportunidade de cortejar tanto a HQ quanto o livro também.

– O único modo de tratar algo tão sério é tratar com um pouco mais de leveza.

uma dobra no tempoApós uma noite de forte tempestade, uma visita estranha chega à casa da família Murry e convoca Meg, seu irmão Charles Wallace e o amigo deles, Calvin O’Keefe para uma aventura muito perigosa e extraordinária – uma viagem que ameaçará suas vidas e o nosso universo.
Uma dobra no tempo é o primeiro da aclamada série em cinco volumes de Madeleine L’Engle.

Primeiro tenho que esclarecer que eu alternei nos capítulos, primeiro iniciei lendo o livro, que para a minha surpresa (já que vi muitas pessoas não falando tão bem) fui seduzida pela forma como a autora escreve logo nas primeiras linhas. Embora a personagem principal seja um pouquinho chata, eu me compadeci com ela.

– Só os tolos não tem medo – disse a Sra. Quequeé.

Quando li o segundo capitulo pela HQ fiquei encantada com a adaptação que o Hope Larson fez. Simplesmente a escolha das cores, o desenho infantil e peculiar encaixa perfeitamente com a história. Ao trocar o terceiro capitulo para o livro, embora eu tenha sentido falta dos desenhos, ainda assim, consegui ler sem me perder, por ser muito bem adaptado e porque a história em si é gostosinha de ser lida.

Falando da HQ, ela é simplesmente linda, com fitilho, o corte das folhas com tons roxo e azul. A capa é dura o que dá mais charme ainda para essa HQ. A Darkside mostrou todo o seu zelo para com o que ela trás para o Brasil. Mas a edição do livro também não fica para trás. A Harper Collins Brasil também nos trouxe um livro em capa dura, bonito e que tem no final do primeiro volume o discurso que a Madeleine fez para ganhar a medalha e um posfácil escrito pela Charlotte Jones Voiklis.

– A palavra falada é um dos triunfos do homem – proclamou -, e pretendo continuar usando-a, particularmente com aqueles que não confio.

Falando dos personagens, as três senhores Quequeé, Quem e Qual tem suas peculiaridades, mas quem me cativou mesmo foram as crianças, principalmente o Charles Wallace, que mostra-se ser um menino super dotado. Inclusive no incio do livro temos um discurso sobre isso, as pessoas chamam a Mag (personagem principal) de esquisita e o Charles de anomalia, mas na realidade eles são crianças que não estão para o padrão que as escolas nos oferece, muitas vezes reduzindo e oprimindo o que as sabem de fato.

Lembrando que a HQ tem a mesma história que o primeiro volume dos livros da Madaleine L’Engle, ganhadora da medalha Newbery.

 

 

Okay, mas você deve estar se perguntando, qual achei melhor… bem, o quadrinho me cativou muito, ele funciona muito bem, aliás funciona como porta de entrada para ler HQ, mas caso você apenas tenha o livro também funcionará muito bem, principalmente se está procurando uma fantasia / ficção cientifica rápida e gostosinha.

Beijos e até 😉

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: